tendencias para brecho

Técnicas de empreendedorismo sobre brechó online para memorizar

Se você está aqui, acho que podemos concordar que você está interessado em usar brechós para comprar e vender produtos online.

E se você tem ou deseja começar um negócio, existem muitas coisas sobre os brechós onlines que poderão te ajudar nessa empreitada.

ANALISE O MERCADO

Ao escolher um modelo de negócios, é importante analisar tendências e mercados que mostram crescimento crescente – e o comércio eletrônico (vendas online) é um setor em crescimento. Em 2019, as vendas de comércio eletrônico atingiram RS $ 2,304 bilhões, um aumento de 24,8% em relação ao ano anterior.

E enquanto as vitrines tradicionais exigem pessoal, aluguel, etc., que geram lucro e limitam o horário de venda, um brechó online permite que você mantenha mais desse lucro e tenha produtos disponíveis para venda a qualquer hora, mesmo quando você estiver dormindo.

A indústria de mercadorias usadas – também conhecida como second hand, revenda, consignação- também é grande – no valor de cerca de RS 5 bilhões por ano apenas no Brasil.

No entanto, Iniciar um negócio de comércio eletrônico não é para todos. O potencial desse mercado não o torna um esquema de enriquecimento rápido – ainda é um negócio e requer trabalho. Se você precisa de dinheiro rapidamente, precisa de uma garantia, não está disposto a fazer sacrifícios, não tem conhecimento da Web nem está disposto a aprender – esse não é o caminho que você deve seguir.

ITENS MAIS VENDIDOS NA INTERNET

Embora você certamente possa se concentrar em vender qualquer coisa em que possa lucrar, terá uma chance maior de ser ainda mais lucrativo se procurar por alguns itens que tradicionalmente vendem muito bem:

  • Livros + livros didáticos (especialmente conjuntos)
  • Molduras
  • Videogames
  • Roupas de marca;
  • Pirex e artigos de vidro;
  • Equipamento esportivo.
  • Eletroeletrônicos.

PESQUISE E ESCOLHA SEU NICHO

Isso vale para todo o comércio eletrônico. Obviamente, seu nicho é “mercado second hand/ revenda”, mas você ainda pode querer deixá-lo mais específico.

E mesmo se você não o fizer, as coisas a seguir ainda se aplicam, com as principais vantagens de pesquisar seu mercado-alvo e cliente-alvo – se você sabe o que eles querem comprar e como atraí-los, metade da batalha está vencida.

Tamanho do mercado

A redução permite aumentar seu lucro, atendendo a um grupo menor e específico de pessoas – mas ainda precisa haver um mercado. Se você for muito limitado, será mais difícil encontrar clientes e mais caro para adquiri-los, o que limitará seu crescimento e receita.

O uso da ferramenta de palavras-chave do Google pode ajudá-lo a descobrir quanto volume de pesquisa existe para um determinado produto (ou tipo de produto) ou mercado, o que pode ajudá-lo a ver se há uma demanda, que por sua vez pode ajudar você a decidir se vale a pena focar no tipo de negócio.

Concorrência

Que tipo de concorrência já existe no mercado que você está vendo? Se já existem muitos players em seu nicho, isso pode ser um sinal de duas coisas:

  • O mercado foi validado (ótimo!), Mas;
  • Para avançar, você precisará fazer algo diferente para atrair a atenção do cliente.

 

A ferramenta de palavras-chave do Google também é útil aqui para descobrir isso.

Tendência, moda passageira ou mercado em crescimento

Bastante auto-explicativo: o seu nicho escolhido se enquadra na categoria de moda, tendência ou mercado em crescimento? A ferramenta Google Trends também pode ajudá-lo aqui.

Cliente alvo

Se você está pensando em e-commerce, é provável que você já tenha um cliente-alvo em mente. Você ainda não precisa detalhar demais, mas precisa estar ciente do tipo de cliente para o qual está tentando vender, pois isso influenciará todo o seu marketing posteriormente.

Compartilhe nas redes sociais!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *